O diretor Financeiro da Afresp, Denis Mângia, participou de uma reunião com a deputada Estadual (PSDB) Célia Leão, a fim de apresentar a importância e urgência da PEC 3/2016 para o serviço público estadual.

O encontro, no dia 14 de julho, em Campinas, contou com a participação dos AFRs Afonso Mastrelli (conselheiro de Campinas do Sinafresp), Eduardo Monteiro (diretor de Aposentados e Pensionistas do Sinafresp), Guilherme Tavares e Diego Penalvo Sulzbach.

Denis apresentou o atual momento vivido pela classe fiscal e um estudo, no qual São Paulo foi classificado como o estado que tem o terceiro pior teto remuneratório, o que afeta outras carreiras, como professores universitários, policiais militares e médicos.

“A classe Fiscal está trabalhando intensamente para prover os recursos necessários ao Estado e, por conta disso, merecemos um espaço de negociação dentro do governo”, comentou o diretor. Os principais pleitos da categoria que estão sendo discutidos são a reposição salarial, o teto remuneratório, piso salarial e a aprovação da Lei Orgânica da Administração Tributária (LOAT).

A Deputada Célia Leão é presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Alesp, local onde se inicia a tramitação da PEC. O AFR Guilherme Tavares entende ser justo que todas as carreiras do executivo tenham o mesmo teto, nivelando-se por cima a referência máxima das remunerações, de modo que o Executivo possa ter o teto do Judiciário.

Fonte: Afresp

Compartilhe:

  • Compartilhar